Regulagem e manutenção das máquinas agrícolas podem influenciar na rentabilidade do produtor.

Não somente as plantadeiras e colheitadeiras, como todas as máquinas e implementos agrícolas utilizados numa propriedade rural desempenham fundamental papel na agricultura. Quando bem reguladas e com a manutenção feita de acordo com o manual garantem o sucesso da cultura, economia e até se pode dizer que contribuem para o aumento de rentabilidade. A utilização de máquinas na execução das mais diversas operações, dentro de uma propriedade rural tem o objetivo de realizar tarefas de uma forma mais rápida, eficiente e com maior conforto para o operador, permitindo aumento da capacidade individual de trabalho e produtividade.

blog - 22 - foto 1

Continuar lendo

Gestão de sistemas mecanizados garante melhor rentabilidade

Com a chegada constante de novas tecnologias para o campo, o produtor precisou se dedicar mais à gestão da propriedade. Analisar dados se tornou uma atividade comum, principalmente, nas fazendas de médio e grande porte. Os produtores e trabalhadores rurais precisam saber planejar e dimensionar a utilização dos equipamentos para garantir melhor rentabilidade.

Tractor spraying soybean field

Continuar lendo

Semente de qualidade garante boa produção e produtividade

Para o produtor Mário Oliveira e Silva a produção e produtividade da lavoura está diretamente ligada a qualidade da semente. “Semente é vida e precisa ter qualidade sanitária, ou seja, serem livres da presença de fitopatógenos, que associados se tornam um dos meios mais eficientes de se introduzir e acumular inóculo de patógenos em áreas de cultivo”, explica. O produtor diz ainda que quando isso acontece é comum a redução do poder germinativo e do nível de vigor das sementes, limitando assim a produtividade e aumentando o custo de produção.

foto1

Continuar lendo

Plantio direto pode aumentar a produtividade em até 30%

Com as chuvas da semana passada, boa parte dos municípios mato-grossenses já iniciaram o plantio da safra 2017/2018. A expectativa é que se as chuvas previstas forem confirmadas para esta semana, as máquinas vão trabalhar a todo vapor e a semeadura deve avançar consideravelmente em todo o estado.

De acordo com a estimativa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Mato Grosso deve plantar 9,4 milhões de hectares na safra 2017/18. A produtividade deve ser de 54,12 sacas por hectare, um pouco abaixo da safra anterior, que foi de 55,3 sacas por hectare.foto1 Continuar lendo

Folga? Nada disso!! Período de vazio sanitário e entressafra é tempo de capacitação 

O período entre 15 de agosto e 15 de setembro é considerado tempo de vazio sanitário para a agricultura mato-grossense. Isso coincide com a entressafra que varia de agosto a novembro. Porém esse intervalo não é sinônimo de folga nem para os produtores e trabalhadores rurais e, muito menos, para o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT). Os produtores aproveitam para “arrumar a casa”, ou seja, fazer treinamentos, capacitações e várias outras atividades que não podem fazer durante a safra.

Treinamento de Máquinas Agrícolas

Continuar lendo