Sistema integrado de produção pode ser alternativa para intensificação do uso da terra

Ao longo das últimas décadas o agronegócio brasileiro cresceu e se transformou de maneira expressiva. A demanda é crescente por alimentos, bioenergia e produtos florestais. Por outro lado, existe a necessidade de redução de desmatamento e mitigação da emissão de gases de efeito estufa e, tudo isso, exige soluções que permitam incentivar o desenvolvimento socioeconômico sem comprometer a sustentabilidade dos recursos naturais. A intensificação do uso da terra em áreas agrícolas e o aumento da eficiência dos sistemas de produção podem contribuir para harmonizar estas situações.

Diante deste cenário, o sistema de Integração Lavoura – Pecuária – Floresta (ILPF) torna-se uma alternativa viável de produção para recuperação de áreas alteradas ou degradadas. A integração de árvores com pastagens ou com lavouras é conceituada como o sistema que integra os componentes lavoura, pecuária e floresta, em rotação, consórcio ou sucessão, na mesma área. Isso possibilita que o solo seja explorado economicamente durante todo o ano, favorecendo o aumento na oferta de grãos, de carne e de leite a um custo mais baixo, devido ao sinergismo que se cria entre lavoura e pastagem.

Continuar lendo