Mapas com informações precisas fazem toda a diferença na tomada de decisões

Quando o assunto é agricultura de precisão, mapas e a tecnologia são fortes aliados do produtor. Mas é preciso ressaltar que devem ser utilizados com sabedoria. É só desta forma que podem trazer retorno significativos para o produtor e também para o meio ambiente. Na agricultura de precisão há vários tipos de mapas. Os mais solicitados são aqueles para identificar e investigar a variabilidade de diversos aspectos na lavoura como a produtividade, solo, plantas daninhas, pragas e doenças.

Mapas de infestação de insetos, pulverizações, irrigação, aplicação de fertilizantes, semeadura, taxa variável, automação, máquinas e até de criação de unidades de gestão diferenciadas fazem parte de uma extensa lista de relatórios que podem ser gerados, analisadas e que contribuem muito nas tomadas de decisão do produtor. O segredo é saber analisar estes dados e aproveitá-los para aumentar a produção e a produtividade e, consequentemente diminuir os prejuízos e os desperdícios.

Continuar lendo

Gerir os sistemas mecanizados de forma adequada pode evitar prejuízos

Antônio Márcio de Arruda, gerente do parque de máquinas de um grande grupo produtor de soja em Mato Grosso, conta que seu dia começa bem cedo, antes mesmo de bater o ponto e começar a trabalhar. “Eu já acordo pensando nas tarefas do dia. São tantos detalhes que é preciso revisar o planejamento com bastante frequência”, conta. Com 10 colhedeiras, 10 plantadeiras, cinco tratores e várias outras máquinas e implementos agrícolas, Arruda conta com uma equipe de 20 pessoas para manter tudo funcionado ao longo da safra. “Isso fora os operadores”, ressalta ele.

parque 1
Foto: Divulgação

Continuar lendo