Febre Aftosa: Produtores começam uma nova história na pecuária mato-grossense

Está prevista para o próximo ano e deve prosseguir até 2021 a retirada da vacinação contra a febre aftosa no rebanho de Mato Grosso e de todo o Brasil. Diante desse panorama, o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) pretende realizar campanhas de “atualização de estoques” do rebanho entre os pecuaristas. Atualmente, é por meio da declaração de vacinação, entregue pelos criadores a órgãos oficiais, que os governos estaduais e federal conseguem projetar o tamanho dos rebanhos. Sem a campanha da aftosa, a coleta de dados ficaria dificultada.

SONY DSC

Continuar lendo

Fazer o que se gosta gera prazer e muita alegria

Realizar um evento para mais de 350 pessoas não é uma tarefa fácil. Para que tudo fique pronto em tempo e os participantes tenham palestras, informações, aprendizado e muito conhecimento com conforto e qualidade é preciso o empenho e a dedicação de dezenas de profissionais. Mas quando se faz o que gosta, a fisionomia é sempre a mesma, ou seja, sempre com um sorriso no rosto, brilho nos olhos e uma expressão de felicidade no olhar.

Crianças aprendendo para o futuro e dando um show no Senar Tec Leite

As crianças marcaram presença e se divertiram no I Workshop do Leite realizado pelo Senar-MT, em Pontes e Lacerda. Davi Freitas Feliciano, de apenas 3 anos, estava super atento a todos os movimentos das vacas que estavam sendo ordenhadas. A mãe Márcia Freitas Feliciano conta que ele já é a terceira geração de produtores de leite e junto com o irmão mais velho, Lucas Vitor de Freitas Feliciano “ajuda” o pai Marcosoney Freitas Feliciano todos os dias na ordenha das vacas. Outro que também participou ativamente das atividades do I Workshop do Leite em Pontes e Lacerda foi João Miguel Carvalho, de 2 anos. A mãe Erivânia da Silva Carvalho teve que ficar atenta porque João Miguel estava mesmo interessado em ordenhar as vacas.

 

Leite e Pontes e Lacerda são notícias nesta sexta-feira (29.07)

A imprensa de Pontes e Lacerda e região “botou pra quebrar”. Logo cedo várias equipes de TV e rádio circulavam no local do evento colhendo informações e fazendo entrevistas. O objetivo era divulgar o potencial da região considerada uma das maiores produtoras de leite de Mato Grosso e os resultados do Senar Tec Leite que está prestes a completar um ano. Entrevistado não faltou. Além das autoridades locais, representantes do Sistema Famato/Senar, os produtores rurais também contaram suas histórias de sucesso.

Trabalho começa muito cedo na propriedade que produz leite

E no I Workshop do Leite, realizado pelo Senar-MT, em Pontes e Lacerda que reuniu mais de 350 pessoas não foi diferente, o trabalho começou antes mesmo do sol nascer para que tudo ficasse pronto a tempo de receber os produtores de leite da região. Além das palestras o evento também teve três estações e uma delas era a de ordenha. Para que tudo estivesse pronto no momento certo, as vacas chegaram bem cedinho, tomaram banho e vale destacar que foi utilizado um shampoo apropriado para que elas ficassem bem cheirosas. Os produtores trouxeram seus melhores animais e não mediram esforços para deixá-las confortáveis e bem alimentadas a espera da ordenha

.