Não tem “receita de bolo” para projeto de irrigação

Irrigar ou não irrigar? Essa é uma decisão que o produtor rural precisa avaliar vários pontos antes de decidir. O fator mais importante que determina a necessidade de irrigação ou não de uma certa cultura, em uma região, é a quantidade e a distribuição das chuvas. A lista de pontos a serem avaliado antes da decisão inclui ainda: aumento da produtividade, melhoria da qualidade do produto, produção na entressafra, uso mais intensivo da terra e a redução do risco do investimento feito na atividade agrícola.

De acordo com o instrutor credenciado junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), Edegar Matter não há uma “receita de bolo”. Segundo ele, cada caso é um caso. “Cada propriedade tem suas especificações. É preciso analisar todos os pontos positivos e negativos antes de comprar os equipamentos e investir num projeto de irrigação”.

Pivo Irrigação

Continuar lendo

“Gestão de pessoas” tem transformado o agronegócio

Profissionalização ainda é um dos grandes gargalos do agronegócio. A gestão de pessoas tem contribuído bastante e impulsionado os negócios. O agronegócio é responsável por quase 25% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e por 50% das exportações do Brasil. Essa representatividade significa que de cada R$ 4,00 que circulam no Brasil, R$1,00 tem origem no agronegócio.

gestão de pessoas 1
Divulgação

Continuar lendo

Contabilidade rural possui particularidades exclusivas do campo

Em um país em que o setor primário da economia tem tanto poder, como é o caso do Brasil, a Contabilidade Rural é fundamental para o desenvolvimento agrícola, seja para os grandes ou pequenos produtores. É importante ressaltar que o setor possui algumas particularidades que devem ser levadas em consideração. A contabilidade rural é aquela aplicada aos empreendimentos rurais, ou seja, entidades que explorem negócios nos ramos da agricultura, agropecuária, zootecnia e agroindustriais.

A definição de empresas rurais parte do pressuposto de que elas exploram a capacidade produtiva do solo, e que isso pode ocorrer por meio do cultivo ou da criação de animais. Poucos empresários rurais utilizam a contabilidade para além de assuntos tributários, mas ela também pode ser utilizada para fins gerenciais, e funciona como uma excelente ferramenta para fornecer informações e auxiliar na tomada de decisões.

Contabildiade Rural 1

Continuar lendo

Anemia Infecciosa equina causa prejuízos e preocupa criadores de cavalo

A Anemia Infecciosa Equina (AIE) ou febre do pântano, como também é conhecida é uma doença que preocupa os criadores de cavalo. Além de já ter causado inúmeras mortes e prejuízos, também já foi motivo de proibições do trânsito de animais em todo o mundo. No entanto, muitos não sabem como ela é transmitida e nem como controlá-la. Vale ressaltar ainda que não é bem conhecido qualquer tipo de tratamento eficaz.

Os primeiros estudos realizados sobre essa doença foram na França, no século XIX. No Brasil foi constatada pela primeira vez no ano de 1968, nos Estados do Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro. É uma doença que pode atingir todas as espécies e raças de equídeos, mas vale ressaltar que os animais subnutridos, parasitados e debilitados apresentam maior predisposição para ficarem doentes.

Anemia-Infecciosa-Equina 0

Continuar lendo

Classificação de grãos é um problema que tem tirado o sono dos produtores

Classificação de grãos. Este é um assunto polêmico que está sempre presente nas reuniões, encontros e eventos do setor do agronegócio. Tem sido apontado como um problema grave e que tem “tirado o sono” dos produtores rurais. Além da discussão sobre a classificação de grãos propriamente dita, há ainda a reclamação de falta de mão de obra para fazer o trabalho. “É um problema que atinge todos, mas é importante destacar que cada caso é um caso”, diz o produtor rural Amarildo de Almeida Souza.

A Classificação de Grãos é um processo importante no ato da comercialização dos produtos de origem vegetal de uma propriedade rural. É onde se determina o Grupo, a Classe e o Tipo dos grãos avaliados, através de um profissional habilitado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Durante todo o processo produtivo, onde há um investimento significativo para se obter boa produtividade, essa etapa de classificação vem  garantir a qualidade que o produto apresenta no ato da comercialização, e tem por base análises específicas e, por comparação entre a amostra analisada e os padrões oficiais aprovados pelo Mapa. Com isso, se dá o deságio de acordo com os limites excedidos, aplicando assim os descontos nos lotes de grãos comercializados.

01.10-Secagem e armazenamento de grãos -Rafael Manzutti (27)
Rafael Manzutti

Continuar lendo