Suinocultor deve dobrar os cuidados com os leitões entre a maternidade e a creche

Sair da maternidade e ir para creche é uma mudança bastante brusca para os animais. Sendo assim, é preciso alguns cuidados para minimizar o estresse dos animais. Além da separação da mãe e a socialização com outros leitões, eles ainda precisam enfrentar a substituição do leite materno por outros alimentos. O produtor precisa se ater a todas essas mudanças e fazer o possível para tentar minimizar os efeitos negativos que possam prejudicar o desempenho dos leitões.

A mudança nutricional, do líquido para o sólido, eleva a taxa de pH estomacal, aumentando a sobrevivência e a passagem no trato intestinal de bactérias patogênicas ingeridas. Nas primeiras 24 horas após o desmame, também ocorrem alterações funcionais e estruturais no intestino delgado.  Portanto, para obter um melhor desempenho nesta fase e, consequentemente, ao longo de toda a cadeia produtiva do suíno, é indispensável a adoção de um programa efetivo de alimentação.

suinocultura creche 1

Continuar lendo

Maternidade é a fase mais sensível da produção de suínos

Dentro de uma granja de suínos há diversos setores. Todos são muito importantes e devem funcionar dentro das regras de sanidade. A maternidade está entre estas áreas e demanda muitos cuidados. As gaiolas devem ser individuais com abrigo para proteção dos leitões e é o local onde permanecem até terminar a fase de aleitamento. A desmama ocorre, normalmente, quando os leitões atingem entre 21 e 28 dias de idade. Em seguida são encaminhados para a creche e as porcas retornam para o setor de reprodução.

Suinocultura- Rafael Manzutti (64)
Rafael Manzutti

Continuar lendo