Uso consciente de defensivos garante qualidade na olericultura

Os defensivos agrícolas são produtos eficazes no controle de pragas e doenças que atacam as plantações de uma forma geral. Na cadeia produtiva da olericultura não é diferente. Para que a utilização destes produtos seja segura e eficiente é necessário que o produtor cumpra algumas regras. Embora o assunto seja polêmico, os produtos são eficientes e seguros, desde que o uso seja feito de acordo com as orientações. Para que cheguem ao mercado a fim de serem comercializados, passam por um rigoroso processo de registro, que abrange testes de avaliação toxicológica supervisionado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Saúde, além de avaliação ambiental para averiguar qual seu impacto na atmosfera, no solo e na água. Além disso, o produto deve ser registrado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Para obter sucesso na aplicação de defensivos agrícolas, é importante seguir boas práticas como a segurança na aplicação.  O primeiro passo é proteger o operador contra intoxicações que podem ser causadas por defensivos.

Continuar lendo