Sistema integrado de produção pode ser alternativa para intensificação do uso da terra

Ao longo das últimas décadas o agronegócio brasileiro cresceu e se transformou de maneira expressiva. A demanda é crescente por alimentos, bioenergia e produtos florestais. Por outro lado, existe a necessidade de redução de desmatamento e mitigação da emissão de gases de efeito estufa e, tudo isso, exige soluções que permitam incentivar o desenvolvimento socioeconômico sem comprometer a sustentabilidade dos recursos naturais. A intensificação do uso da terra em áreas agrícolas e o aumento da eficiência dos sistemas de produção podem contribuir para harmonizar estas situações.

Diante deste cenário, o sistema de Integração Lavoura – Pecuária – Floresta (ILPF) torna-se uma alternativa viável de produção para recuperação de áreas alteradas ou degradadas. A integração de árvores com pastagens ou com lavouras é conceituada como o sistema que integra os componentes lavoura, pecuária e floresta, em rotação, consórcio ou sucessão, na mesma área. Isso possibilita que o solo seja explorado economicamente durante todo o ano, favorecendo o aumento na oferta de grãos, de carne e de leite a um custo mais baixo, devido ao sinergismo que se cria entre lavoura e pastagem.

A ILPF tem como grande objetivo a mudança do sistema de uso da terra, fundamentando-se na integração dos componentes do sistema produtivo, visando atingir patamares cada vez mais elevados de qualidade do produto, qualidade ambiental e competitividade. A ILPF se apresenta como uma estratégia para maximizar efeitos desejáveis no ambiente, aliando o aumento da produtividade com a conservação de recursos naturais no processo de intensificação de uso das áreas já desmatadas no Brasil.

Desta forma, podem-se classificar quatro modalidades de sistemas distintos:

1 – Integração Lavoura – Pecuária ou Agropastoril – é um sistema de produção que integra o componente agrícola e pecuário em rotação, consórcio ou sucessão na mesma área e em um mesmo ano agrícola ou por múltiplos anos.

2 – Integração Pecuária – Floresta ou Silvipastoril – consiste num sistema de produção que integra o componente pecuário e florestal, em consórcio.

3 – Integração Lavoura – Floresta ou Silviagrícola – é um sistema de produção que integra o componente florestal e agrícola, pela consorciação de espécies arbóreas com cultivos agrícolas anuais ou perenes.

4 – Integração Lavoura – Pecuária – Floresta ou Agrossilvipastoril – consiste num sistema de produção que integra os componentes agrícola, pecuário e florestal em rotação, consórcio ou sucessão, na mesma área.  O componente “lavoura” restringe-se ou não à fase inicial de implantação do componente florestal.

A ILPF busca integrar sistemas de produção de alimentos, fibras, energia e produtos madeireiros realizados na mesma área, em cultivo consorciado, em sucessão ou rotação, para otimizar os ciclos biológicos de plantas e animais, insumos e seus respectivos resíduos. É um sistema que visa, ainda a manutenção e reconstituição da cobertura florestal, a recuperação de áreas degradadas, a adoção de boas práticas agropecuárias (BPA) e o aumento da eficiência com o uso de máquinas, equipamentos e mão de obra capacitada, possibilitando, assim, gerar emprego e renda, melhorar as condições sociais no meio rural e reduzir impactos ao meio ambiente.

Além desses pontos, outros atributos oriundos da sua implantação dizem respeito à contribuição para a adequação ambiental das propriedades, à manutenção ou recuperação das Áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal. Contribui ainda para a introdução de tecnologias para diminuir impactos ambientais. O sistema tem sido adotado em todo o Brasil, com maior representatividade nas regiões Centro-Oeste e Sul. Aproximadamente 2 milhões de hectares utilizam os diferentes formatos da estratégia ILPF e a estimativa é de que, para os próximos 20 anos, possa ser adotada em mais de 20 milhões de hectares.

out 1
Divulgação

Benefícios tecnológicos, ecológicos e ambientais da ILPF

Melhoria dos atributos físicos, químicos e biológicos do solo devido ao aumento da matéria orgânica.

Redução de perdas de produtividade na ocorrência de veranicos, quando associado a práticas de correção da fertilidade do solo e ao sistema de plantio direto.

Minimização da ocorrência doenças e plantas daninhas.

Aumento do bem-estar animal, em decorrência do maior conforto térmico.

Maior eficiência na utilização de insumos e ampliação do balanço positivo de energia e possibilidade de aplicação dos sistemas para grandes, médias e pequenas propriedades rurais.

Redução da pressão para a abertura de novas áreas.

Melhoria na utilização dos recursos naturais pela complementaridade e sinergia entre os componentes vegetais e animais.

Diminuição no uso de agroquímicos para controle de insetos-pragas, doenças e plantas daninhas;

Promoção da biodiversidade, e favorecimento de novos nichos e habitats para os agentes polinizadores das culturas e inimigos naturais de insetos-pragas e doenças.

Intensificação da ciclagem de nutrientes.

8f73ecf48bdb0e3b408b5ea878b2dcab
Divulgação

Benefícios econômicos e sociais da ILPF

Incremento da produção anual de alimentos a menor custo.

Aumento da produção anual de fibras, biocombustíveis e biomassa.

Aumento da competitividade das cadeias de produtos de origem animal nos mercados nacional e internacional.

Aumento da produtividade e da qualidade do leite e redução da sazonalidade de produção.

Dinamização de vários setores da economia, principalmente em nível regional.

Possibilidade de novos arranjos de uso da terra, com possibilidade de exploração das especialidades e habilidades dos diferentes arrendatários e proprietários.

Redução de riscos em razão de melhorias nas condições de produção e da diversificação de atividades comerciais.

Fixação e maior inserção social pela geração de emprego e renda no campo.

Aumento da oferta de alimentos seguros.

Estímulo à qualificação profissional.

Melhoria da qualidade de vida do produtor e da sua família.

Aumento da renda dos empreendimentos rurais.

Fonte – Embrapa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s