Mercado futuro protege produtores de variações de preços

mercado futuro 1

Mercado futuro. Para muitos ainda é uma novidade. Para outros já faz parte do cotidiano da comercialização da produção. Vale explicar que os contratos de futuro são de compra e venda padronizados, no que se refere às características do produto negociado, conforme regulamentação da Bolsa. É por meio destes contratos que as partes se comprometem a comprar e vender determinada quantidade de um ativo financeiro ou ativo real (bens tangíveis), em uma data futura, a um preço predeterminado. Por serem padronizados, os contratos futuros são negociáveis em bolsa e constituem a base do chamado mercado futuro.

Estes contratos são utilizados tanto para a proteção, quanto para a especulação. Por exemplo, se um investidor possui um passivo em dólar e teme que a cotação da moeda vá aumentar, ele pode comprar contratos futuros à cotação atual, de forma que, o que ele perderia ao ter uma dívida maior a pagar, ganha ao ter um contrato a um preço maior a vender – isso devido à valorização da moeda – , ficando assim, sem lucro e nem prejuízo.

Da mesma forma, se a cotação cair, o que ele ganharia na redução da dívida, perde no mercado futuro,em função das desvalorização do contrato, ficando de qualquer forma, sem prejuízo. Do outro lado da operação está o especulador, que aposta em uma cotação futura com o intuito de ter lucro no mercado futuro, sem um passivo associado – desta forma, o especulador é necessário para aquele que quer proteger-se, e vice-versa.

 

Além da cotação de moedas, são negociados ainda futuros de índice, preços da saca de café, de soja e vários outros produtos. É importante dizer que os produtores destes insumos usam os mercados futuros para se proteger das variações de preço. O mecanismo de funcionamento do mercado futuro imprimiu característica importante na negociação para liquidação futura: a competitividade. A homogeneidade dos produtos, a transparência e a velocidade das informações e a livre mobilidade de recursos permitem que os preços se ajustem conforme as leis de mercado, ou seja, de acordo com as pressões de oferta e procura. Como os participantes podem entrar e sair do mercado a qualquer momento, os futuros tornaram-se muito importantes para as economias em face de sua liquidez.

O que a princípio parecem termos e questões complicadas, na realidade são instrumentos importantíssimos para o mercado financeiro, incluindo o pequeno investidor. Neste mercado é possível realizar diversas operações, com os mais variados perfis de risco incluindo proteção de lucros (hedge), de renda fixa (baixo risco) e especulativas (alto risco). No mercado futuro não há apenas estratégias de alto risco, há também diversas estratégias de baixo risco, e todas acessíveis ao pequeno investidor.

mercado futuro 3

PRODUTOR RURAL – Para se ter uma ideia de como o mercado futuro é importante – basta pensar em um produtor de soja, que é obrigado a realizar a plantação da safra meses antes da colheita e, consequentemente, da venda da produção. Durante o plantio o produtor terá diversas despesas: aluguel da terra, financiamento de máquinas, salário dos trabalhadores rurais e assim por diante. Tudo isso sem saber qual o preço que receberá pela saca de soja.

Nesse cenário de incerteza é fácil visualizar o risco: o preço da soja cair a tal ponto que o produtor ganhe menos do que teve de despesa para o plantio. Para resolver isso, o produtor faz um acordo com uma empresa que utiliza a soja como insumo, no qual ela comprará daqui a quatro meses sua produção de soja a um preço pré-definido. Com esse acordo, o produtor garante o preço da saca de soja, ou seja, ele fez o “hedge” de sua produção e está protegido contra qualquer queda do preço da soja. Para a empresa esse acordo também é interessante pois a protege contra uma subida do preço da soja.

Na solução encontrada pelo produtor estão presentes as duas características principais de um contrato futuro: o preço pré-definido e a data futura pré-definida para realização do negócio (vencimento). Uma operação no mercado futuro é um compromisso de compra ou venda de um determinado ativo, em uma determinada data futura e a um preço pré-definido.  Quando um investidor compra um contrato futuro, é dito que ele está com uma “posição comprada à futuro”. Ou seja, ele está se comprometendo a comprar na data de vencimento, o objeto do contrato, ao preço acordado antecipadamente com a outra parte. De modo inverso, quando o investidor vende um contrato futuro, é dito que ele está com uma “posição vendida à futuro” e se compromete a vender no futuro, na data de vencimento, o objeto do contrato ao preço acordado anteriormente.

 

OPORTUNIDADES

– Não necessita investir o mesmo volume de capital comparado ao plantio/produção;

– É possível acompanhar de forma simples os principais fatores que influenciam a commodity;

– Possibilita trabalhar com volume maior de produção que a área da propriedade rural

– Alavancagem Financeira;

– Alternativa de comercialização da sua produção;

– Estratégia de potencializar seus lucros e garantir um lucro satisfatório para seu nível de produção;

DICAS PARA EVITAR RISCOS

– Determinar o custo de produção da propriedade rural como ponto de partida;

– Determinar um percentual da produção a ser comercializada no mercado futuro;

– Usar o mercado futuro como forma de travar/assegurar preços no futuro que permita alcançar melhores margens de lucro

Fontes: Bolsa dos Investidores, Wikipédia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s