Utilização de taxa variável pode ajudar na redução de custos

Sempre quando se fala em melhoramento nas técnicas de manejo de um cultivo, a tecnologia de aplicação à taxa variável entra em questão. Este procedimento que ainda não é muito difundido em âmbito nacional é amplamente empregado no exterior, especialmente em países que possuem poucas áreas férteis e que necessitam obter máxima produtividade por hectare. A lista de benefícios para quem utiliza estas técnicas inclui redução de custos com insumos agrícolas e aumento da produtividade, esta técnica nem sempre parece atrair muito a atenção de produtores.

Como o nome sugere, este método de aplicação consiste em variar a taxa com que se aplica um produto em cada subárea dentro de um talhão. Na maioria dos casos, os produtos alvo deste tipo de manejo são os fertilizantes e herbicidas, podendo ser aplicado também para outros defensivos, irrigação ou plantação, conforme demanda.  Os primeiros usos desta tecnologia datam dos anos 1980, nos quais se mantinha a vazão de saída constante dos implementos, porém variava-se a velocidade do implemento para variar a quantidade aplicada em cada área. Isto permitia uma variação simples da dosagem, porém dependia integralmente na capacidade do operador em saber quais locais demandavam diferentes doses. Desde então, com o advento do GPS e sistemas capazes de variar a vazão do produto, a tecnologia da aplicação variável vem evoluindo em conjunto com avanços no ramo de sensoriamento remoto e aeronaves remotamente pilotadas (ARPs).

foto 1 - taxa variável

Para ser implementada corretamente e trazer os benefícios esperados, a utilização desta tecnologia começa entre uma e duas semanas antes da aplicação em si. Ao contrário de algumas tecnologias disponíveis no mercado que consistem em analisar o cultivo com sensores acoplados à frente do mesmo implemento que irá realizar a aplicação, o uso de ARPs com sensores multiespectrais embarcados permite a aquisição de uma vasta gama de informações para a posterior gestão do talhão. Isto é, ao coletar dados acerca da plantação a partir de uma aeronave, permite-se ao produtor a capacidade de entender qual a situação de cada sub-área e visualizar quais pontos necessitam diferentes dosagens de diferentes produtos – tudo isso previamente à aplicação.

Através do uso de imagens multiespectrais georreferenciadas e seu posterior processamento, é possível gerar dentro de poucos dias um mapa de aplicação à taxa variável capaz de ser integrado à implementos agrícolas que disponham desta funcionalidade. Como há diferenças entre cada plantação como tipos de solo, fatores climáticos e diferentes tipos de cultivares faz-se necessário a coleta de algumas amostras para análise laboratorial e posterior avaliação por um agrônomo do conjunto de dados obtidos para analisar e realizar as recomendações necessárias.

foto 2 - taxa variável

A moderna agricultura tem tornado uma atividade extremamente competitiva, exigindo dos agricultores um alto grau de especialização buscando aprimorar a capacidade gerencial das propriedades que estão se tornando verdadeiras empresas rurais. Ser eficiente na aplicação dos recursos disponíveis é essencial para o agricultor moderno como forma de garantir o sucesso em sua atividade.

Quais suas Vantagens?

– Economia pela racionalização do uso de insumos, evitando desperdícios
– Aumento de eficiência no uso de insumos
– Menor impacto ambiental
– Aumento da produtividade
– Rastreabilidade;

Fonte: Austertecnologia, Wordpres, Universidade de Santa Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s