Estação de monta garante a eficiência reprodutiva

A eficiência reprodutiva é fundamental para o sistema de produção de bovinos, que apresenta ciclo reprodutivo longo, com um descendente a cada parto. Uma boa eficiência reprodutiva, seja pelo acasalamento ou pela inseminação artificial, permite maior vida útil dos animais e mais nascimentos de bezerros. A idade para se atingir o peso ideal vai depender do nível de manejo, da alimentação e de cuidados sanitários.

No sistema operacional em que os touros são mantidos durante todo o ano com as vacas não é possível se estabelecer um controle da reprodução e, assim as parições ocorrem de acordo com as leis da natureza. A estação de monta é uma prática indispensável para aqueles que pretendem desenvolver um programa mais ambicioso de produção animal. A Estação de Monta é indicada, sobretudo para a pecuária de corte, embora na bovinocultura de leite seja de grande utilidade porque permite uma programação correta da produção na safra e entressafra.

Divulgação

O principal objetivo da estação de monta é aumentar a eficiência reprodutiva de cada fêmea, sincronizando o período de maior requerimento nutricional das vacas, que é o período de lactação, com a época do ano de maior disponibilidade de forragens. Com isto, pode-se conseguir melhores índices reprodutivos, pois é na fase de lactação que deve haver fornecimento de nutrientes de forma suficiente para outra atividade, a reprodutiva.

Para que se trabalhe em regime de estação de monta, as atividades devem ser concentradas ao máximo nas condições da propriedade. No Brasil, este período, varia entre 90 e 150 dias.  O médico veterinário formado pela Universidade de Alfenas, especialista em produção de ruminantes pela Universidade Federal de Lavras, Pedro Luiz Bastos Araújo, explica que os procedimentos para estabelecer ou adequar a estação de monta são simples, porém demorados.

Segundo ele, quando existe escrituração zootécnica confiável, tudo fica mais fácil, pois basta observar o comportamento de parição. Existem normalmente períodos de maior concentração de partos. “Os animais tendem a ficar gestantes no período de maior disponibilidade de forragens e quando alcançam uma boa condição corporal. Isto geralmente ocorre dois ou três meses após o aumento na disponibilidade de nutrientes nas pastagens. Assim, a maior parte da parição seguinte será no início da época de maior oferta de forragens”.

a4c4ecc15edfd0a5203e5b132820bbeb_post-blog-1156-577-c
Divulgação

Araújo acrescenta ainda que é preciso remover inicialmente os touros, ou não inseminar as vacas evitando a parição no ano seguinte, nos piores períodos, que normalmente coincidem com o meio da estação seca. Inicialmente a cobertura das vacas pode ser suspensa por três meses e nos anos seguintes, suspender por mais dois meses, anualmente, até que se chegue na duração e períodos adequados.

Para o médico veterinário, o importante é ter em mente que não existem soluções mágicas. O somatório das atividades de manejo e de alguns procedimentos técnicos levará a pequenos avanços que quando agregados poderão levar a ganhos consideráveis de produtividade. Neste mesmo raciocínio deverá se atentar para a não padronização de soluções, para todas as situações. Existe uma gama de condições de criação no Brasil que definitivamente não permite o uso de fórmulas pré-fabricadas. O bom senso e conhecimento técnico são os principais ingredientes para se construir uma receita de sucesso.

Na opinião de Araújo, todo procedimento, antes de implantado, deve passar por um estudo detalhado da relação custo-benefício, considerando todos os aspectos possíveis e as condições da propriedade onde será utilizado. “Copiar a receita pelos bons resultados obtidos pelo vizinho é o principal erro. A propriedade é outra, os animais não são os mesmos, mudam os funcionários e principalmente o proprietário”.

Bezerros
Divulgação

 

Para se conseguir um bom desempenho ao se programar e manter a estação de monta deve-se cuidar de:

– Atender aos requerimentos nutricionais das vacas.

– Garantir a fertilidade.

– Permitir a produção de bezerros de qualidade.

– Cobrir o maior número de vacas no início da estação.

 

Vantagens da Estação de Monta

Estabelecer uma estação de nascimentos e desmama

– Formar lotes uniformes de bezerros para facilitar a vacinação.

– Facilitar o manejo, pela concentração de certas tarefas em determinadas épocas para liberar mão de obra para outras tarefas.

– Em 45 dias após o término da estação de monta já se sabe quais animais estão com prenhez positiva. Com isto se possibilita a pressão de seleção no rebanho.

 

Fontes: BeefPoint e Embrapa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s