Peripécias de uma longa viagem por Mato Grosso

Tem alguns segredos que todos que andam nas estradas de terras precisam saber. Nunca esqueçam os sacos de lixo para empacotar as malas, caso contrário, a roupa fica toda empoeirada mesmo dentro da mala.

E as boas ideias também precisam ser divulgadas. O supervisor Kleber Muller que roda mais de cinco mil quilômetros por mês tem “água geladinha” durante toda a viagem. Olha só que boa ideia. Ele retirou a tampa do ar condicionado para colocar as garrafas d’água.

SONY DSC
SONY DSC

Para quem anda pelas estradas mato-grossenses não pode faltar uma corda – ou algo parecido com uma corda – para puxar o companheiro ou ser puxado em caso de “ficar atolado”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s