Madrugar é preciso

É de conhecimento geral que a população rural acorda cedo. E para atendê-los a equipe do Senar-MT tem que madrugar também. Nesta terça-feira (16.02), o supervisor da Regional de Cuiabá, Natalino Márcio, e a jornalista da Equipe de Comunicação da Instituição, Alcione dos Anjos, pegaram a estrada ainda no escuro para realizar o primeiro Mutirão Rural de 2016, na comunidade Cabeceira do Alferes (cerca de 75 km da Capital), zona rural de Acorizal.

Lá se encontraram com o restante da equipe, formada pelo coordenador da Equipe de Projetos Técnicos, Wlademiro Neto, pela analista da área, Nadja Paixão, instrutores do Senar-MT e representantes dos parceiros na realização do programa, como a Secretaria de Estado de Assistência Social (Setas), Procon, Rottary, Detran, prefeitura de Acorizal entre outros.
Nem o sereno persistente deste dia nublado desanimou o grupo. Em minutos eles prepararam a Associação de Pequenos Produtores Rurais de Cabeceira do Alferes para a tender a população que já estava chegando, afinal quem mora na zona rural acorda muito cedo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s